Os 7 Defeitos Capitais

Olá,

 

Hoje eu queria falar sobre um assunto que acho muito interessante (e que, imagino, pode te interessar bastante também): os 7 Defeitos Capitais.

 

Antes de mais nada, queria dizer que, sim, originalmente, esses comportamentos nocivos são defeitos e não pecados. Isso porque esse conceito é bem mais antigo do que o catolicismo – no Egito e na Babilônia já existiam rituais que trabalhavam em cima disso.

 

Defeitos, aliás, traz justamente a ideia de que podemos agir para extinguir, de uma vez por toda, esses comportamentos prejudiciais.

 

… Ah, e eles são 7 por conta da associação com os Planetas (os sete que representam aspectos mais pessoais).

 

Então, vamos lá saber mais um pouco sobre cada um desses Defeitos Capitais? E entender sobre o que eles diferem, na Alquimia, daquilo que nos acostumamos a ouvir por aí?

 

Preguiça: na origem, seu nome era Acídia. Acídia (ou preguiça) é a acomodação. É a falta de vontade de crescer, evoluir. É quando deixamos que os outros tomem as decisões por nós, sejam elas morais, espirituais ou emocionais. É o defeito associado com a Lua (e pense bem: qual é o dia em que mais estamos propensos a sentir os efeitos desse defeito? Monday – que vem de MoonDay!).

 

Inveja: é o defeito capital ligado a Mercúrio. No sentido original, esse termo queria dizer caminhar segundo o passo de outra pessoa. Ou seja: é o caminhar olhando para o lado, pensando no que os outros têm, no que os outros dizem que é certo, ao invés de seguir na sua própria jornada. E isso vale tanto na esfera material, quanto na mental, emocional e espiritual. É o querer obter os resultados que os outros conquistaram, sem vencer os desafios que eles venceram.

 

Luxúria: hoje em dia, em português, luxúria está fortemente associado com comportamentos sexuais e físicos. Contudo, o conceito dela é muito mais profundo: é o de se deixar dominar pelas paixões. Uma boa palavra para “substituir” luxúria seria obsessão. Podemos ficar obcecados por dinheiro, por um sentimento, por uma ideia, por um dogma espiritual. Esse defeito, não por acaso, é associado ao planeta Vênus.

 

Orgulho: uh, esse daqui é dos mais controversos. É o defeito relacionado com o Sol, com a nossa construção de identidade. Orgulho é bater no peito e dizer: “eu fui lá e fiz! Vim, vi e venci!”. Orgulho é esperar reconhecimento pelas nossas ações. É nos satisfazermos com as nossas capacidades e feitos. E, muitas vezes, nós achamos que precisamos desse reconhecimento. Que isso nos faz bem. Que é justo, é merecido. E, por isso mesmo, esse é um defeito bem traiçoeiro e duro de ser combatido.

 

Ira: chegou a hora da explosão. A ira está ligada ao planeta Marte, aos arquétipos dos deuses guerreiros. A ira provém do mau uso das nossas energias, da nossa agressividade, dos nossos ímpetos. Ao invés, por exemplo, de canalizarmos no amor, criamos a guerra (“Faça amor, não faça guerra”, lembra?). A ira é uma bomba comportamental: através dela, nossas energias explodem de uma vez, atingindo indistintamente tudo o que está à nossa volta. Ela fere. Ela exaure. Ela destrói.

 

Gula: esse defeito tem a ver com os excessos. É o querer absorver mais do que precisamos. E isso, a exemplo dos demais, vale para questões físicas (materiais), mentais, emocionais e espirituais. O Planeta associado a este defeito é Júpiter – que, na Astrologia, lida com energias que temos em abundância, sempre disponíveis para nos ajudar.

 

Avareza: por fim, eis o defeito relacionado com o planeta Saturno. Avareza é o apego pelo que se possui. E, de novo, isso não vale só para coisas físicas. Pode ser bem mais fácil perceber o apego por bens materiais, por dinheiro, do que por ideias, desejos, comportamentos…

 

Hum… Tá, mas e agora? E o que fazer diante desses Defeitos? Se é possível agir para extingui-los, por onde podemos começar?

 

Ah, a resposta para essas questões eu deixarei para o próximo post…

 

… Eis que falaremos sobre as 7 Virtudes Alquímicas que combatem esses indesejados comportamentos.

 

 

Até lá!

 

Lucas M Esher

Deixe uma resposta